top of page
Buscar

Por Adya - Usando a espiritualidade para fugir das coisas

Adyashanti sobre "contorno espiritual":


"Outro que eu acho que é muito bem conhecido. É meio conhecido como desvio espiritual, que consiste em você simplesmente ignorar qualquer coisa que seja desconfortável ou inconsciente em sua própria experiência, ou em seu comportamento, e você simplesmente passa isso como se é irreal; não há ninguém aqui com quem se preocupar; é apenas o desdobramento do condicionamento; e não há ninguém por perto para fazer nada sobre isso; não há ninguém com quem se preocupar com isso. Você pode usar, novamente, o ego pode entrar e começar a usar a espiritualidade como uma forma de não lidar e certamente de não assumir qualquer coisa que seja desconfortável, qualquer coisa que esteja em sua mente, em seu corpo, em sua - a maneira como você se move no mundo, qualquer coisa que seja inconsciente, a mente ou o ego é muito hábil em usar a espiritualidade como uma forma de se esconder de si mesmo e em usar conceitos espirituais para fazer isso.

Então isso é bastante prevalente; Isso acontece muito porque existe uma tendência de simplesmente querer transcender. E por mais poderosa e transformadora que seja a transcendência, apenas esse movimento de transcendência raramente é suficiente para desalojar completamente o tipo de tendências egóicas, você sabe. De vez em quando isso acontece, mas geralmente não. Muitas vezes a espiritualidade é usada como forma de contornar, de não lidar com as coisas. Você pode ser, como eu disse, você pode ignorar o que você vivencia, o que você sente que não gosta de sentir, o que você pensa que não gosta de pensar. Você pode estar contornando problemas de relacionamento com outras pessoas, coisas que não estão funcionando tão bem, mas você continua contornando isso, continua ignorando ou usando uma desculpa de que está em um estado superior e então você realmente não precisa lidar com isso, ou com o qual você não tem nenhum problema. Portanto, há muitos tipos diferentes de desvios espirituais que podem acontecer.

E, novamente, não é a verdade que contorna; não é realidade. São os restos do ego, e é muito humilhante reconhecer que pode haver uma grande realização, uma grande realização da verdade, e também pode haver ego. E o ego pode estar tentando possuí-lo, tentando tornar-se superior com ele, ou o ego pode apenas usá-lo como uma forma de contornar ou desculpar. É um comportamento muito condicionado e às vezes até prejudicial – a maneira como ele se move no mundo. Portanto, é apenas o ego que se apega a esta energia bruta de realização que pode se tornar problemático."

~Adyashanti

17 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page