Sobre o livro

Práticas espirituais Sagradas

prticas espirituais sagradas.png

Este livro guia o leitor a como meditar, orar e investigar de maneira simples, fácil e direta. Willy enfatiza que não é necessário passar anos em um templo para aprender essas práticas espirituais, elas estão disponíveis para nós aqui e agora.A meditação é um retornar para casa e descobrir que na realidade você jamais saiu de lá. Esse é o fim do sofrimento e o início da vida que você sempre mereceu, uma vida feliz, plena e pacífica. Meditar é o nosso verdadeiro estado. Não precisamos tentar meditar, apenas perceber que a meditação já é perfeitamente natural. 
~*~
“É justamente através da meditação, da investigação e do silêncio que nós podemos reconhecer imediatamente a verdade, e então curar as separações criadas pelo ego em nossa mente. Não importa quem você seja, o que faz da vida ou o que já fez, não existe distância entre você e você, entre você e a meditação, entre você e aquilo que existe de mais divino.” 
~*~
“Após o despertar a nossa vida jamais volta a ser mesma, depois que abrimos os olhos não há mais a oportunidade de fecharmos. Podemos voltar a ficar inconscientes repentinamente, mas jamais esqueceremos da verdade que somos.”​

~*~​

''É  maravilhoso saber  não precisamos morrer para vivenciar o Reino dos Céus. Enquanto estivermos procurando fora de nós a salvação permaneceremos perdidos. Quando olhamos para dentro, percebemos que tudo o que nós precisamos já se encontra lá. Não há mais necessidade de fugir e nem de se esconder. Toda força, luz e coragem necessária para uma vida iluminada já é existente em nosso Ser.''

Trechos do livro

IMG_7045 copy.jpeg

O sábio guru Nisargadatta Maharaj expressou maravilhosamente:

“Enquanto você for um principiante, algumas meditações e orações formais talvez lhe sejam úteis. Mas para um buscador da realidade há apenas uma única meditação - a rigorosa recusa a dar abrigo aos pensamentos. Estar livre de pensamentos, em si, é a meditação. Você começa deixando fluir os pensamentos e observando-os. A própria observação desacelera a mente, até que ela para por completo. Quando a mente estiver quieta, faça com que ela permaneça quieta. Não se entedie com a paz, entre nela, vá mais fundo”

~*~

Meditar é retornar ao simples, ao banal, ao comum, ao original, ao ordinário e natural. Na meditação verdadeira, o que nós estamos fazendo é abandonando todas as formas de controle e manipulação, pois é exatamente isso que nos faz sofrer e ficar estagnados e tensos. Com esse abandono do controle, nós entramos num estado natural de estar sempre em completa aceitação das coisas como são, e isso traz paz no coração e na vida. 

~*~

A meditação nos convida a entrar num estado de fluxo com o fluxo já existente da vida. A maioria de nós não sabe o quão caótica, descontrolada e desengonçada nossa mente está até sentarmos em silêncio para observa-la

~*~

Quando nós observamos a nossa mente e reconhecemos a própria consciência se manifestando, nós entramos num estado mais profundo e real da realidade. Essa é uma dimensão de luz e verdade, pois ela está em completa união com a verdadeira vida. Isso é a meditação, um retorno ao que verdadeiramen- te somos para viver a verdadeira vida. É um adeus as antigas crenças, preferências, ideologias, gostos e desgostos egoicos. É um estado além de todos os estados. Não é um estado novo, mas o estado anterior a todos os estados, o original, o natural, o absoluto. Deixe o pensamento aonde ele pertence, ou seja, nele mesmo. Não o negue nem o incentive, apenas não faça nada. Nada é necessário, isso é o que é tão simples, porém difícil de entender, pois não é necessário fazer nada. Tudo acontece naturalmente quando permitimos, pois quando nós deixamos os pensamentos e emoções em sua própria existência, eles não nos afetam. Experimente trazer essa meditação silenciosa para o seu dia a dia