Sobre o livro

Relações iluminadas

caapa.png

Esse livro trás para o leitor orientações fáceis sobre como recuperar uma vida de relações iluminadas. O problema não está no mundo e sim na nossa maneira de lidar e olhar o mundo. As vezes, uma pequena mudança pode transformar nossas relações para melhor. Já passou a fase das relações tóxicas e pesadas. Devemos deixar as guerras, a separação e o sofrimento para trás. Estamos prontos para uma revolução nas relações. Todos nós merecemos relações leves e que acrescentam nossa vida. Essa é a nova maneira de se relacionar, uma maneira amorosa e iluminada!

-Willy

Willy nos conscientiza que toda relação é sagrada, e não podemos ser levianos com as consequências. Podemos ser a causa de uma relação bonita e não o efeito de relações prejudiciais. E com seu jeito sereno, mas não manso, coloca luz na nossa estrada. Nos mostra que não é necessário muito para nos tornarmos Master nas relações.

- SANDRA WOO

Trechos do livro

capa-nova2.jpg

Chegou a hora de escolher a si mesmo, escolher, acima de tudo, botar a sua vida em primeiro lugar, não no sentido egocêntrico, autocentrado, mas no sentido desperto e consciente. No sentido de que eu preciso olhar para dentro, cuidar de mim, dar atenção ao meu interior. O ser humano não pode mais continuar adiando seu amadurecimento, seu florescimento, seu despertar da consciência, pois se continuarmos assim, o fracasso será inevitável.

~*~

No momento em que começarmos a olhar para dentro, e aprender sobre o nosso interior, pouco a pouco aprenderemos mais e mais a lidar com a mente, e também a ter ela vivendo para o nosso favor. Como já disse anteriormente, não entrarei profundamente nesses assuntos de como funciona o ego, a mente, as emoções, pois isso já está explicado em meu outro livro “Você não é quem acredita ser”. Olhe para dentro com carinho, com calma e paciência, sem pressa. Pois é um processo bonito poder se conhecer de verdade. Quando uma pessoa diz: “Eu sei quem eu sou”, ela realmente sabe? Ela se conhece por inteiro? É isso o que nós estamos querendo fazer aqui, nos conhecer em sua totalidade. Precisamos nos conhecer mais, nos tornar íntimo interior. Aprender a lidar com as emoções, com os pensamentos, as imaginações, os julgamentos, os medos, as raivas, os ciúmes e a possessividade.

~*~

Então, como seria dar espaço para o outro ser livre, e, ser quem ele é? Quando damos espaço para o outro, percebemos qualidades e belezas que não percebíamos antes. É como apreciar uma obra de arte, se olharmos de perto demais o quadro, não conseguimos ver o que de fato está pintado lá, mas quando damos um passo para trás, olhamos a pintura como um todo, e entendemos e apreciamos todas as qualidades da obra. Da mesma maneira funciona com as nossas relações, quando damos espaço, não físico, mas, mental, podemos enxergar quem está a nossa volta com outro olhar. Acabamos descobrindo e reconhecendo no outro coisas que jamais tínhamos visto. Podemos até perceber um amor genuíno surgindo e brotando cada dia mais pelo outro, conforme damos espaço para o outro ser quem ele é.