Buscar

Por Willy Mouna, Apenas pare.

Pare,

Não tente ir a algum lugar.

Não tente voltar.

Não espere.

Apenas pare.

Não há para onde ir.

Nem para onde voltar.

Apenas esteja aqui.

Sem querer estar em outro lugar, se não aqui.

Aqui é o suficiente?

Como é estar aqui, sem ter idéia sobre como é estar aqui?

Estar aqui é apenas estar aqui.

Mas não há ideia sobre estar aqui.

Se há idéia sobre estar aqui, então você ainda não está aqui, mas está lá, que acha que é aqui.

Pare,

Não há para onde ir.

Não há objetivo, nem meta.

Não há um lugar melhor para alcançar.

E nem um lugar pior para fugir.

Há apenas o aqui.

Como seria, repousar no aqui, sem ter idéia sobre estar repousando no aqui?

Só há como repousar aqui, quando não houver idéia de estar repousando aqui.

Repouse aqui, mas deixe o aqui em paz.

Deixe o repousar em paz.

Repouse, não tente.

O repousar já está acontecendo.

Ele já existia antes de você tentar.

Então não tente.

Perceba.

Da mesma forma que percebe a luz surgindo no amanhecer.

Perceba o repousar no aqui.

Ele sempre está.

Ele sempre é.

E você também é este repousar, apenas quando não há você.

E você também é este aqui, apenas quando não há você.

Como repousar, aqui e agora?

Repousando, como o aqui e agora.

Não há como repousar, sendo você, no aqui e agora.

Só há como repousar no aqui e agora, sendo o aqui e agora.

Mas não tente ser, pois você já é.

Pare, pois então, de fingir sair do repousar no aqui e agora.

Pois mesmo quando você sai, você verdadeiramente não sai.

Você sempre está no repousar, no aqui e agora, mesmo quando está loucamente perdido em outro local.

É isso, então.

Não há para onde ir.

Nem o que fazer.

Nem o que planejar.

Nem o que imaginar e fantasiar.

Apenas pare de fazer esse fazer.

Apenas pare de fazer esse você.

Esse você que está fazendo o você, ele não é necessário nem essencial.

Permita existir o que é anterior ao você inexistente existir.

Há algo, antes de você.

Muito mais real que você.

Pare.

Não pense sobre o que está sendo falado aqui.

Pois esse pensar é o obstáculo.

Esse tentar entender é o obstáculo.

Solte.

Pare.

Repouse.

Aqui e agora.

Sem ter a idéia de estar aqui e agora.

É isso.

Se alguém te perguntar, como é aí?

Você não saberá.

Como chegar?

Você não saberá.

Silêncio.



8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo