O que é meditação?

Nisargadatta Maharaj fala, ''O exercício de discriminação entre o verdadeiro e o falso, e a renúncia ao falso é a meditação. No início, há muitos tipos de meditação, mas, ao final, eles todos convergem num só...

 

Ver o falso como o falso é meditação. Ela tem que acontecer o tempo todo.'' Para mim, é disso que se trata a meditação, existem inúmeras técnicas de concentração e as pessoas confundem isso com a Verdadeira meditação.

A verdadeira meditação é simplesmente repousar na fonte do Ser. E para isso muitas vezes é necessário a discriminação de reconhecer o falso para o Real brilhar na consciência. É apenas por equívoco que nós não reconhecemos nosso verdadeiro Eu. Esse equívoco precisa ser eliminado pois é a fonte de todo o nosso sofrimento. 

P5280069_edited.jpg

Você pode passar a vida toda usando técnicas de concentração e se tornar um ''meditador'' profissional sem nem ao menos ter um vislumbre do verdadeiro Eu. Por isso, técnicas são apenas ferramentas e opcionais, não são essenciais. Não acho que seja necessário inúmeras reencarnações nem permanecer dez anos em posição de lotus em uma montanha paradisíaca para reconhecermos a Verdade e a Realidade. Não há distância entre você e você. Entre o Eu e o Eu. Se não formos a encontrar a verdade aqui e agora e em nós, aonde mais iríamos encontrar? O Eu Sou no momento presente e é a Eterna realidade. Na realidade, o Eu sou é a única experiência real e é isso o que nós descobrimos na meditação. A verdadeira meditação é o ato de ir direto a fonte, e para isso é apenas necessário o repousar  da consciência em si mesma. É estar consciente de estar consciente. 

Screen Shot 2019-10-28 at 20.56.26.png

A mente é inquieta, mas não há nada que seja mais poderoso do que a consciência pura. Na verdadeira meditação nós começamos a retomar esse ''poder'' perdido durante nossa vida. A consciência pura é o que nós somos, não há mais tempo a perder e nem caminhos a trilhar. Basta abrir os olhos, reconhecer o irreal para o Real brilhar eternamente. 

​Não existe pré-requesítos para meditar, todos somos perfeitamente qualificados para meditar. Conforme amadurecemos na meditação, percebemos que na realidade não há distinção entre meditar e não meditar. A meditação se torna a própria vida, isso porque meditar é retornar ao Real, e se estamos sempre ancorados no Real, não há tempo em que o Real não esteja brilhando. Não adie mais a sua luz, a sua força, o seu amor e a sua paz.