top of page
Buscar

Rupert Spira, Sobre o tempo e espaço

Uma mulher fala que ela percebe o tempo como sendo algo existente


Rupert: Isso é como você pensa sobre o tempo, mas não é um fato da sua experiência. Qual experiência de tempo você tem na ausência de pensamentos?


Participante: Eu não tenho


Rupert: Então o tempo existe nos seus pensamentos ou na sua experiência?


Participante: Em meus pensamentos


Rupert: Poderia seus pensamentos estarem errados?


Participante: Sim


Rupert : Quase tudo o que a humanidade pensou sobre a natureza da realidade foi desmistificado no passado. Eu concordo que os pensamentos aparecem em nossos pensamentos, porém se nós perguntarmos a nós mesmos, o pensamento sobre o tempo corresponde a algo que nós realmente experienciamos? Por outras palavras, se nós tentamos ir dos pensamentos sobre o tempo, para a experiência do tempo, e perguntar a nós mesmos: Eu realmente experiencio o tempo? Ou eu penso sobre o tempo?

Para experienciar o tempo, você teria que sair do agora, visitar o passado ou o futuro, isso lhe daria evidências. Nós podemos pensar sobre o passado ou o futuro, o passado aparece em nossos pensamentos, esse é o único lugar que ele aparece, porém nós conseguimos sujeitar esse pensamento, essa ideia sobre o passado, sujeitar a sua experiencia? Essa teria que ser a prova, você teria que conseguir ir ao passado. Tente agora, tente sair do agora e visitar esse lugar que você chama de passado ou o futuro.


Participante: Sim eu sei que eu não consigo fazer isso.


R: Por acaso, alguém já conseguiu ?

P: Não que eu conheça.


R: Alguém conseguiria?


P: Não


R: Não, porque qualquer experiência que uma pessoa possa ter, mesmo se uma pessoa experienciou ter viajado no tempo e ter viso a pessoa que ela era 400 anos atrás, essa experiência aconteceria no lugar que nós chamamos de agora. E o agora que aquela experiencia acontece, seria o mesmo lugar que essa experiência agora acontece. Quantos agoras você experienciou nessa manhã desde que você sentou aqui?


P: Apenas um.


R: Quantos agoras você experienciou na sua vida? Você experienciou inúmeros agoras ou apenas o mesmo agora?

P: É o mesmo agora.


R: VoCê tem alguma experiência do agora viajando através do tempo? Você experiencia uma linha chamada tempo, onde o agora é apenas um momento transitório nessa linha, e que ele está se movendo lentamente, essa é a sua experiência? Que o agora está se movendo atráves do tempo? Ou o agora é estácionario, imovel, na sua experiência?


P: É apenas estacionario. Não está indo a lugar nenhum.


R: Através de qual meio o agora teria que se mover? Veja bem, você não apenas teve alguns momentos extraordinários de atemporalidade nas meditações, mas você nunca experienciou o tempo. Nós não deveríamos chamar de atemporalidade (timeslessness) porque chamar de atemporalidade (timeslessness) seria dar crédito existência ao tempo. E dizer que o que nós estamos experienciando por alguns pequenos momentos na meditação é a atemporalidade. Não há tempo para o agora ser atemporal. Nós não deveríamos definir tempo como sendo um agora em relação ao tempo, porque não existe tempo presente pelo qual o agora poderia ser contrastado ou definido.

Echkart Tolle falou que foi apenas depois que ele escreveui o poder do agora que ele realizou que o agora é na realidade a consciência, o agora não é um momento no tempo, não tem nada haver com o tempo, e não existe tempo. Período. Tempo é um conceito, uma idéia, um conceito válido, todos nós usamos, é um modelo que é necessário para propósitos práticos, como um conceito não é um problema, mas como uma crençã daí se torna um problema. Você pode usar como um conceito para razões práticas, mas não deixe se tornar uma crença que é a natureza da realidade. Não acredite que o tempo é inerente na realidade. A realidade não tem tempo, ou espaço.

É interesante perguntar a si mesmo a pergunta: Eu já experienciei o tempo alguma vez? Eu já pisei para fora deste lugar chamado tempo e pisei em outro chamado passado? Sujeite suas ideias a experiência, ccomo um cientista. Eu já experienciei o passado? Isso seria evidência. Se você consegue ir lá, vá, prove. Isso seria uma evidência. Mas se você não pode, então você tem que se perguntar, você tem que ser inocente, como um cientista inocente, sem ideias preconcebidas, um cientista que vai a um experimento com ideias preconcebidas , os experimentos sempre estarão em conformidade as ideias preconcebidas. Ele sempre irá interpretrar os resultados do experimento de uma maneira que seja consistente com as ideias preconcebidas dele.

Então aqui, nós somos como cientistas inocentes, abertos, nós sujeitamos qualquer ideia que tenhamos sobre realidade ao escrutínio da experiência. Então pegue a sua ideia sobre o tempo e investigue, é realmente minha experiencia que o agora é um momento que existe entre esses dois vastos espaços chamado passado e futuro? Essa é realmente minha experiencia? Eu já experienciei algo chamado momento presente? Quanto tempo o momento presente dura? Se não existe um tempo onde o momento presente pode durar então o momento presente agora não pode ser um momento, não tem nada haver com o tempo, é eternidade, eternidade não tem nada haver com tempo. Significa ausência de tempo. Está sempre presente, mas não no tempo. O agora não está indo a lugar nenhum. É a consciência, não tem dimensão, não tem extensão no tempo, e se você for familiar com essa ideia, faça o mesmo experimento com o espaço e você vai descobrir que é sempre aqui. Para poder verificcar a existência do espaço, nos teríamos que sair o lugar que chamamos ´´aqui´´ e visitar o lugar que nós chamamos ´´lá´´ , alguém ja foi a esse lugar chamado lá? Alguém já saiu desse lugar chamado aqui? Apenas experimente, dê dois passos para fora do lugar chamado aqui em direção ao lugar chamado lá, isso seria evidência do espaço, mas ninguém, nunca conseguiu sair do lugar chamado aqui e visitou o lugar chamado lá. Então como poderíamos dizer uqe aqui é um lugar no espaço, se nós nunca experienciamos o espaço onde o aqui é um ponto no espaço. Existe sempre o lugar onde eu sou, o lugar odne a consciência está, assim como o agora é a eternidade, esse lugar que nós chamamos aqui pode ser chamado de infinito. A consciência sem dimensões que nós chamamos de agora, a mesma presença da consciência que refratada através do pensamento apárece como tempo, e refratado pela percepção aparenta como espaço. Em relação ao tempo nós chamamos de agora, em relação ao espaço nós chamamos de aqui, mas na realidade é a mesma consciência sem dimensões, e aqui e agora não tem nada haver com o tempo e espaço. Isso é de fato consistente com a nossa experiência, por outras palavras, tempo e espaço são um modelo de realidade, eles não são inerentes na realidade, é um modelo válido e necessário para razões práticas, o problema é quando acreditamos que esse concceito é a realidade, que é absolutamente verdadeiro,

52 visualizações0 comentário
bottom of page