Buscar

Por Mooji, Esqueça Iluminação e Espiritualidade

Então meu desafio para vocês é, e se você não tivesse que fazer absolutamente nada?

Fazer nada sobre nada. Sim, faça uma xícara de chá pois isso não lhe causa problemas.

Qualquer coisa que você tenha que fazer, atenda ao telefone, faça aquele compromisso, etc.

Porém não é acompanhado por uma ideia de que existe algo que eu preciso fazer para estar na Consciência. Eu preciso te dizer, isso é uma armadilha!

Esqueça sobre isso.

Se você acreditar nessa idéia, você dá existência a isso.

Então você precisa criar outra idéia para remover a outra ideia.

Então porque não remover as duas ideias de uma vez e fique onde você está?

Você está aqui, onde tudo surge para você, inclusive a sensação de espiritualidade.

Esqueça sobre a espiritualidade. Esqueça iluminação.

Esqueça sobre você mesmo, também.

E o que sobra aqui? Aquilo que não pode ser removido, permanece.

É mais simples do que simples.

As vezes nós usamos demasiadamente das faculdades intelectuais, que são apenas para levá-lo até este ver. E então, você diz, Adeus, você serviu o suficiente. As faculdades intelectuais irão embora.

Você está simplesmente aqui. Todo esse conhecimento que nós adquirimos chamados de ´conhecimento espiritual´ é apenas um espelho para aquilo que é sem tempo ver a si mesmo. E por qual razão? Por nenhuma razão a não ser a fascinação por si mesmo, pelo reconhecimento de si mesmo.

Eu não vejo que a ideia de que algo seja difícil, essa idéia persistente na psique humana, que nós temos que fazer algo para chegar em algum lugar.

Não existe disciplina ou achar uma forma precisa de estar no Eu.

Se você abandonar todas suas noções, todo seu esforço, para tentar chegar em algum lugar, apenas abandone, solte, você tem o poder de fazer isso.

Assim como quando você está sendo em um restaurante cheio de pessoas, e as pessoas estão fazendo barulho com os talheres, com os pratos, e conversando, e mesmo assim você pode ter uma linda conversa com o seu amigo que está na mesa com você. Porque voCê não deixa o externo te afetar.

Da mesma forma, você não deixe esses pensamentos influenciar você.

Que tem algo que eu preciso fazer para ficar um pouquinho presente.

No instante em que você está sem esse pensamento, você está presente, você solta, o reconhecimento acontece.

Muitas vezes esse reconhecimento de Ver é acompanhado por uma grande risada.

Não existe ninguém rindo, existe apenas a risada.

Parece fácil demais para ser verdade.

Porque quantos livros você terá que ler?

Quantas bibliotecas? Quantos CDS? Quantos professores? Quantas teorias?

Pode tudo isso estar apontando para essa simplicidade? Meu Deus! Que piada, que coisa estranha! Que eu simplesmente sou.

Uma aceitação completa disso, essa verdade sempre-presente acontece.

Nós podemos dar um título que isso que aconteceu é a Graça, ou qualquer coisa, mas simplesmente acontece.

E esse movimento que tem algo que precisa ser corrigido.

Sim, haverá momentos em que falarei isso, porque muitas vezes eu vou dizer, você precisa parar de fazer isso e aquilo, e tem que haver esse flexibilidade, essa abertura, que está presente no ser, de ouvir isso e sentir naquele momento, e mesmo assim ver que ao mesmo tempo que você precisa fazer algo, você não precisa fazer nada. É o paradoxo de que você não precisa fazer nada para ser Aquilo, mas ao mesmo tempo você fará.

Esse paradoxo acontece.

Nós somos molestados por esses pensamentos de que algo entra no nosso caminho. Algo que atrapalha.

Então sim, haverá momentos em que eu falarei que isso ou aquilo está atrapalhando o seu caminho, e em outros momentos eu te perguntarei, qual caminho?

E o que está pesenciando tudo isso?

Nós já falamos que a consciência não está fazendo nenhum processo ou prática.

Qualquer jornada que acontença está acontecendo na consciência, mas não pode te levar à consciência como um objetivo a alcançar.

É apenas uma descoberta do Ser.

As vezes quando você ler, você tentará entender aquilo que não pode ser explicado com palavras.

Não pode ser tocado ou entendido pelo mundo.

É claro que as palavras podem ser permeadas pela verdade e podem ter um grande impacto. Mas não importa as palavras, mas da presença de onde elas vem.

Elas vem dessa luz.

Quando você é o Ser e a experiência, e mesmo assim está além disso.

Graças não podemos escrever uma tese sobre isso. É apenas a experiência direta do Ser.

É algo muito privado para o mundo entender.

E isso corta todas essas camadas de, ´tenho que fazer e não tenho que fazer´.

E deixe a verdade em sua nudez, aqui e agora.

O que pode ser mais simples do que isso.

Anterior até mesmo da simplicidade, você é Isso.

Nossas mentes estão raramente contemplando esse descanso completo.

Quando a mente está no descacnso completo, isso é, quando ela está livre de qualquer intenção e idéia e imaginação e expectativa, qualquer noção de que tem algo a ser alcançado ou conquistado para poder ser alguém, então há descanso no Eu.

Abandone a noção de que algo te impede de estar no Ser.

Quem está lá para ver tudo isso?

Nisso que nós somos, nem ao menos diz, Eu sou isso.

Há apenas silêncio.

É por isso que eu digo, deixar de ver o óbvio.

Nós engajamos em uma construção mental sobre o que é isso.

Não há nem a ideia de ser isso.

E olhando sua mente e sua condição você se sente que não é merecedor isso.

Você se identifica com isso.

Enquanto houver uma busca, haverá uma sensação de algo estar faltando.

É por isso que há a busca.

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo