Buscar

Por Gangaji, Você está disposto a ser livre, em relação? E se libertar da história do sofrimento?

Atualizado: 30 de abr.

Não importa se você tem ou não tem uma relação, o que importa é a história do sofrimento, a história do sofrimento que você está se dizendo sobre a sua relação ou a sua falta de relação. Tem uma história quando estamos numa relação, seja familiar ou de amizade. Uma história que carregamos sobre quem nós somos e o que precisamos, e essa história é sofrimento, então não é sobre o seu trabalho, é sobre como o seu trabalho gera sofrimento na sua experiência, não é sobre a sua saúde, é sobre como a saúde gera sofrimento, não é sobre o que as pessoas fazem, mas como eles geram sofrimento em você, e a sua disposição para reconhecer padrões ou hábitos do sofrimento, então você tem a oportunidade para encarar o que é aterrorizador, é tudo você causando tudo (risadas).

E é um alívio não é? Não é o que nós queríamos mas mas é um alívio, você poderia jurar que era os outros, que eles eram os culpados.

E eu vi isso com Papaji (mestre de gangaji), eu me apaixonei por ele eu sentia como se fosse o amor da vida dele também, e então eu comecei a entrar na idéia da relação com suas histórias, eu vi ele como um objeto, e não funcionou, e eu fui de me sentir uma estrela na vida dele, ou ele me odeia, ou ele não me enxerega, e eu poderia te dar provar de tudo isso, tinha provas, ele me dava atenção, ou ele me ignorava, ele dizia para mim o que ele dizia para os outros, então tinha provas, e aqui eu estava com esse mestre, e ali estava uma oportunidade que normalmente nós oramos para ter, ter uma relação assim, e eu estava estragando tudo, não ele, ele não se importava, ele não estava numa ´relação´ mental.

Era tudo meu drama, e eu precisava ver que ele era meu pai, minha mãe, meu amante, meu primeiro professor, e eu pensei, espera um minuto, isso está doentio, e antes de eu poder dizer isso, eu precisava ver na própria experiência as projeções, e era algo sobre não ser boa o suficiente, ou eu sou o melhor, ou algo entre esses dois, e eu apenas precisava estar disposta a acabar com isso, e isso era o que ele estava dizendo, claro, o que quer que esteja fazendo, drama, história, apenas pare, fique presente e silenciosa e descubra quem você é, e quando eu comecei a ficar disposta a fazer isso em relação com ele, não importava como ele me tratava ou como estava me vendo, era irrelevante, porque não importa se ele me vê ou não, porque o ver estava acontecendo em mim, não era mais um objeto com outro objeto, é sobre dizer a verdade sobre o que está aqui, então é por isso que esse tópico sobre relações esteve tão vivo para as pessoas nas ligações e nos encontros, porque é ali que nós acreditamos no nosso sofrimento, é isso o que precisa ser cortado, reconhecendo esses padrões, é sobre dizer e ver a verdade. ENtão é a sua história que está causando o sofrimento?

Não quer dizer que o sofrimento seja errado, pois o sofrimento pode acabar sendo o início da inquirição, porém primeiro você precisa dizer a verdade que é você que está causando sofrimento, pode não ser prazeroso, você você está causando sofrimento,e se você está, você está disposto a parar? Nem que isso signifique perder uma relação, o que significa a sua relação com o sofrimento, a sua identidade como uma pessoa em uma relação, e é maravilhoso ver isso, nós podemos ter 70 e ainda estar em relação com nossas mães, o primeiro beijo, ou algo que aconteceu 20, 30 , 40 anos atrás, então você sabe que não é algo relevante mas ainda há um apego a isso, então não é não é sobre se desapegar da relação, mas sobre dizer a verdade sobre o seu sofrimento e estar disposto a se libertar, e todo mundo aqui já presenciou a liberdade, ou você não estaria aqui, e todo mundo já experienciou o sofrimento, e a traição da liberdade, e a negação da liberdade, então é sobre seriedade e intenção e disposição do espirito de dizer a verdae independente do que foi investido na mentira, estar disposto a perder todo seu investimento pela verdade, pela liberdade, pelo amor, por verdaeiras relações, então é super simples, porém chegar na simplciidade pode ser complexo, porém é absolutamente simples, apenas queira. O que você quer para si mesmo? E ser verdadeiro consigo. Pare de inventar desculas, isso é o hábito do sofrimento, é criar uma aliançã com o Deus do sofrimento, essa narração na sua cabeça que fvocê fala milhões de vezes, apenas pare, esteja disposto a ver essa história.

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo