Buscar

Por Adyashanti - Vivendo sua própria experiência

A verdadeira busca não é uma busca amanhã, em qualquer lugar que não seja agora. É começar a olhar na natureza deste momento. E para fazer isso, você tem que saber focar na sua própria experiência. Parar de querer ter a experiência de alguém. Parar de buscar a liberdade ou a felicidade ou a iluminação espiritual. Examine sua própria experiência, o que está acontecendo aqui e agora? É possível parar de querer fazer algo acontecer? Talvez neste momento haja alguma infelicidade ou tristeza, porém mesmo assim, é possível parar de lutar contra e tentar se afastar ou tentar mudar a sua experiência?

Eu compreendo que nosso instinto é tentar se afastar daquilo que não é confortável, tentar ir para algum lugar melhor, porém, como minha professora costumava falar, ''você precisa pegar o caminho para trás, e não o caminho para frente.'' O caminho para frente é quando você tentar ir atrás daquilo que você quer, seja uma posse material ou paz interior. O passo para frente é algo familiar, busca e mais busca, esforço e mais esforço, luta e mais luta, sempre procurando por paz, por felicidade, por amor. Tomar o passo para trás é simplesmente dar um passo para trás, e reverter o processo de tentar procurar satisfação no exterior, e olhar precisamente o lugar aonde você está neste momento. Veja se você não está buscando algo que não esteja presente neste momento.

Para nos prepararmos o terreno para despertar, nós precisamos abandonar essa luta. E você abandona a luta percebendo que o fim da luta está presente aqui e agora. O fim da luta é a paz. Até mesmo se o seu ego estiver lutando, se você olhar honestamente, você perceberá que a luta está acontecendo em um espaço maior de paz, de silêncio interior. Porém, se você tentar produzir esse silêncio, aí você o perderá. Se você tentar fazer a paz acontecer, você vai perder ainda mais. Isso é mais um processo de reconhecimento para aquilo que já está presente.

Nós não estamos trazendo um fim a luta. Nós não estamos tentando parar de lutar. Nós estamos apenas notando que já existe outra dimensão da consciência que nesse exato instante, não está lutando contra nada, que não tem ressentimento, que não está tentando ir a lugar nenhum. Não existe ''três passos para se libertar da luta''. É apenas um passo, note que já existe paz, esse é o fim da luta, porque já está presente.

Então é mais um processo de reconhecimento. Reconhecimento que a paz já está presente, mesmo quando a mente está confusa. Você vai notar que mesmo quando você encontre essa paz agora, a mente está tão condicionada a fugir da paz que ela vai tentar argumentar que o fato de que existe paz em você: ''Eu não posso ficar em paz porque eu preciso fazer isso, e aquilo, e essas perguntas ainda não foram respondidas, e aquela pessoa não me perdoou'', existe uma miríada de desculpas que o ego vai inventar para justificar sua falta de paz, na perspectiva da mente, algo sempre precisa mudar, para ele ficar em paz. Porém tudo isso é parte do sonho da mente. Todos nós somos ensinados que algo precisa mudar para nós experienciarmos a verdadeira paz e liberdade.

Porém, apenas imagine por um minuto que isso não seja verdade. Por mais que você possa acreditar que seja, imagine por um momento: Como seria a sua vida se você não precisasse lutar, nem fazer esforço para encontrar paz e felicidade? Como você se sentiria agora? E apenas tome um momento para ficar em silêncio e ver se não há paz e felicidade neste momento.


Tradução do livro Falling into Grace, de Adyashanti.

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo